REVISTA

Filie-se

Cresce número de idosos que morrem depois de sofrer quedas

Segundo o Ministério da Saúde, em 2015 houve 13.900 mortes de pessoas de 60 anos ou mais devido a quedas, número que subiu para 14.832 em 2016 e 15.667 em 2017.   

Segundo o diretor científico da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Renato Bandeira de Mello, quando caem, as pessoas idosas têm maior risco de ter lesões mais graves, como cortes e principalmente fraturas. “Isso é bastante significativo nessa faixa etária por causa de doenças e perda de massa óssea.”

Ele explica que as quedas são evitáveis e a principal forma de prevenção é incluir o idoso em programa de atividade física, embasado em reforço muscular –musculação–, com alongamentos e exercícios de equilíbrio.

Providências para evitar quedas

• Praticar exercícios. Mas é necessário que haja sequências de musculação, de alongamento e exercícios de equilíbrio

• Manter hidratação. O idoso não tem sede e pode cair porque sente vertigem por desidratação, diz a médica Claudia Fló.

• Andar de sapatos fechados em casa

• Tirar tapetes soltos

• Colocar barras no banheiro. Ao lado do vaso sanitário e dentro do box do chuveiro. Uma dica adicional é colocar assento elevado no vaso sanitário.

• Colocar corrimões em escadas.

Com informações do Metro

Postado em: 26/06/2019